julho 31, 2013

Gentileza virtual

Gentileza virtual é o site perguntar quantos anos a gente tem e completar o número com um "years young" ao invés de "years old". O Tumblr fez isso e olha que eu testei até 98! São singelos detalhes que fazem a gente sorrir.

Quantos anos você tem?
98 anos de pura juventude!

--
Isabela: designer, estudou psicologia clínica, especialista em tecidos automotivos, trabalha inclusive com análise de tendências de design e comportamento humano. Está morando fora do país, por isso tem coisas interessantes para compartilhar.

Detroit, a cidade falida

The Spirit of Detroit por Marshall Fredericks, 1958.

Quando escrevi sobre o filme Detropia e o que vi na visita à cidade, eu não pensei que veria em breve a notícia do título deste post, "Detroit, broken city" estampada em todos os noticiários do mês de julho. A cidade que há 60 anos era a mais rica dos Estados Unidos hoje está apagando suas luzes, literalmente. Falta dinheiro para pagar as contas básicas da cidade.

As indústrias automotivas foram socorridas em 2009, mas o ato heroico não foi suficiente para salvar a cidade. A população de Detroit diminuiu 63% desde 1950. Outros números, comparando a década de 50 ao século 21, são ainda mais assustadores. Detroit tem 78 mil edificações abandonadas e 500 mil postos de trabalho eliminados desde então.

Como a boa prática americana manda perguntar "What is a lesson learned?" (Qual é a lição aprendida?) quando algo dá errado. Dizem que o lado bom dessa história (triste) é que outras cidades vão aprender com o que aconteceu com a automobilística Detroit.

Especialistas em economia estão avaliando várias cidades e providenciando um tipo de manual "o que não fazer". A lista de cidades nesta análise inclui: New Orleans, 1,9 bilhões de débito 7% de desemprego; North Las Vegas, 18,8 milhões e 11% de desemprego; Birmingham, 30 milhões e 6% de desemprego; Fresno, 4,2 milhões e 12% de desemprego e por ai vai.

Não podemos esquecer que o pedido de falência é só o começo de uma longa jornada oficial de disputa com os credores. Afinal, ainda existem seres humanos morando lá, exatamente 701.475 mil deles. Famílias em suas moradias, com crianças na escola e pais trabalhando para comprar o lanche de 1 dólar (dollar menu) no MC Donald's da esquina.
--
Isabela: designer, estudou psicologia clínica, especialista em tecidos automotivos, trabalha inclusive com análise de tendências de design e comportamento humano. Está morando fora do país, por isso tem coisas interessantes para compartilhar.

Rafinha Bastos, more jokes in English.


More translated jokes from Rafinha Bastos, "The art of insult" DVD.

Just in case, if you don't remember... this is Changeman, the Japanese TV serie from 1980's he's talking about. It used to be very popular in Brazil as well.


Serie: Dengeki Sentai Changeman
--

Isabela: Brazilian, designer, works with automotive fabrics in the US. She did psychology college as well and had enjoyed a lot. She is living abroad for while, maybe because this she likes trends, cultures and behaviors.

julho 30, 2013

Professores estão mais satisfeitos com suas vidas que gerentes e executivos


Encontrei essa despretensiosa notícia numa revista de saúde. Confesso que precisei ler duas vezes antes de ter certeza de que estava lendo certo o que escreveram.

"Professores estão mais satisfeitos com suas vidas que gerentes, executivos, enfermeiros e donos de negócios, quando diz respeito a bem estar entre americanos trabalhadores, médicos estão no topo da lista."
Gallup-Healthyways Well-Being Index.

Eu não vou me dar ao trabalho de ir atrás da referência porque achei tão surreal (considerando a minha realidade; sou brasileira) que resolvi deixar a referência para algum Tomé conferir. Extremamente destoante se comparado ao que vejo acontecer com colegas, amigos e familiares que trabalham (eles tentam) na área de educação. Por si só, essa tirinha vale um post. O superlativo é para demonstrar o espanto e a conexão neuronial (que me falta) na compreensão da tal frase.

As últimas palavras, até certo ponto, fazem sentido, "médicos são os primeiros da lista", tá certo. Mas convenhamos que para um professor do país que privilegia o absurdo (se você não entendeu, falo do Brasil) dizer que está satisfeito com sua vida, assim em geral, sem se afetar... é difícil. Acho que faltam mais que bilhões em investimento, faltam anos luz de distância. E eu não me sinto nada feliz percebendo ou relatando o fato.

Depois de digerir bem, eu vejo que a notícia está coerente com as poucas pessoas que eu conheço e trabalham na área educacional nos States. Elas também reclamam da sala ter muitas crianças, 25 delas. Isso é muito para eles. Falam que as crianças estão chegando  na escola mal educadas, porque uma delas não pede "com licença" antes de se levantar. E por aí vão as reclamações. Fazem sentido também, parecem piores que alguns anos atrás para a realidade do Tio Sam.

Eu escuto e fico com cara de quem não processou bem a mensagem, mas não é porque está escrito em inglês. Penso, será que um dia o país onde é bonito fazer feio chegará nesse nível de "falta de educação"?

--
Isabela: designer, estudou psicologia clínica, especialista em tecidos automotivos, trabalha inclusive com análise de tendências de design e comportamento humano. Está morando fora do país, por isso tem coisas interessantes para compartilhar.

Facebook cobra de Ingleses para enviar mensagem para Rafinha Bastos

English here.
Facebook cobrando pra mandar mensagens? NÃO!

Facebook está cobrando para enviar mensagens diretas às celebridades. Isso acontece no Brasil (leia aqui) nos Estados Unidos e Inglaterra. A lista que o jornal britânico The Sunday Times publicou está no final da notícia e Rafinha Bastos foi o único brasileiro que achei por lá (tá duvidando? veja aqui). Com certeza isso é porque ele foi considerado pelo The New York Times o nome mais influente na mídia internética do Brasil, em 2011, então ele precisa entrar na lista de arrecadação também.

A cobrança é válida só para mensagens entre "não amigos" e o valor é calculado por um algorítimo que considera inclusive o número de seguidores que o famoso tem no Facebook. A cobrança veio para ficar, mas o preço ainda é um teste na Inglaterra e outros países. Dizem que é para prevenir spam (sei... nada a ver com dinheiro ou lucro) e nos Estados Unidos vale desde dezembro de 2012.

A notícia gerou polêmica porque a rede social é conhecida pelo lema "It's free and always will be.", ou seja "É de graça e sempre será." - só que não! Mas eles insistem que é só para evitar o bombardeio de mensagens indesejadas aos gloriosos (se continuarem repetindo pode até ser que até o final desse post todo mundo acredite, não é mesmo?).

Desde abril uma mensagem de um morador da Inglaterra para Rafinha custa a bagatela (sarcasmo) de 10 reais (2,92 libras). Para uma mensagem direta ao rapper Snoop Dogg você paga a infâmia (sem sarcasmo) de 35 reais (10,08 libras). Nos Estados Unidos as mensagens variam de 1 a 15 dólares (2,25 a 34 reais) e você pode pagar com cartão de crédito ou débito (o importante aqui é pagar, entendeu?!). 

O pessoal da Forbes achou isso bom, veja aqui. Mas tem gente achando o valor pequeno. Ahn? Quem mais poderia ser senão o pessoal que está se sentindo menos importante porque a rede social cobra o miserê de 71 pounds (2,50 reais) para mandar uma mensagem para ele. Aff!!

Veja o vídeo com uma piada do Rafinha que o The New York Times publicou nos States na época da descoberta de que ele era mais popular que o Obama e o Conan O'Brien.




--
Isabela: designer, estudou psicologia clínica, especialista em tecidos automotivos, trabalha inclusive com análise de tendências de design e comportamento humano. Está morando fora do país, por isso tem coisas interessantes para compartilhar.

Facebook charges UK for messages to Rafinha Bastos

Facebook is charging for messages? NO!

Facebook is charging for direct messages to famous people in the United States since 2012. Since April they are charging Brazil and UK as well. The list I've found in The Sunday Times shows one Brazilian guy, Rafinha Bastos. In 2011 he was considered the most influent person in social media in Brazil because of his huge numbers on twitter. So, of course he needed a price as well.

Americans don't know him, but he's got know when the Internet Research Group found he came well ahead President Obama and Conan O'Brien. Mr. Bastos has long had a reputation as an early adopter of technology, and he is a pioneer of stand-up comedy in Brazil.

“The Internet is my home,” Mr. Bastos said during a long, relaxed interview for NY Times. “I’m a creature and creation of the Internet, and I’m very proud of that. The Internet made it possible for me to construct my career the way I wanted to.”

The intrepid collects processes for offending people with his acid and clever style. Born and raised in Porto Alegre, a city "in the middle of nowhere" as he explains. He studied journalism in college there before winning a scholarship in 99 to play basketball in the US. He ended up in Nebraska, at Chadron State College, and to stay in touch with friends back home he began to email jokes of Brazilian pop culture figures.

Since then he started a 300-seat stand-up club called Comedians. Where you can watch him making jokes, about his marriage for example:

“A wedding is a much happier occasion for a woman than for a man. It’s not by accident that at the ceremony she wears white and he wears black."

“Men were not born for long-lasting relationships. Why do you think a dog is a man’s best friend? Because it’s a faithful companion? No, because the damn thing dies in 14 years.”

Watch here his performance at his club in Sao Paulo city.

DVD “The Art of the Insult” - Rafinha Bastos

More here in his youtube channel, in Portuguese of course.


--
Isabela: Brazilian, designer, works with automotive fabrics in the US. She's studied Psychology College as well and had enjoyed a lot. She is living abroad for a while, maybe because this she likes trends, cultures and behaviors.

julho 28, 2013

Decor para Homens

English here.

Algumas semanas atrás eu estava num aniversário de um amigo meu, quando me deparei com uma garrafa de vodka Smirnoff no banheiro transformada em dispenser para sabonete líquido.

Como fiquei com vergonha de tirar foto do banheiro dos outros, coloquei esta fotinho do Jack Daniel's para exemplificar!

Já faz um tempo que comecei a reparar que muitos homens, principalmente abaixo dos 35 anos e independente de sexualidade, estão se importando cada vez mais em demarcar seus espaços dentro de casa. É de conhecimento que "teoricamente", devido questões históricas e culturais, a casa possui ambientes femininos (cozinha, lavanderia, banheiro, quarto do casal, sala) e masculinos (quarto individual,  escritório, churrasqueira e um pequeno espaço do videogame e tv na estante da sala). Entretanto podemos notar o crescimento de ambientes e produtos de decoração voltados aos homens. Se os homens de gerações anteriores acham que casa é assunto de mulher, os da YGen em diante participam na escolha da cor das panelas, material da cortina da sala, layout da sala de jantar, marca da máquina de lavar, artesanatos e etc. Essa nova postura contribui para que eles sejam mais cuidadosos e participativos com a casa, pois é uma forma deles falarem "esse é o meu lar também!".

Exemplo de homem tentando demarcar sua presença no território dominado por sua  mãe/irmã/amiga/esposa.

Estamos vivenciando muitas transformações que estão quebrando aos poucos barreiras do conservadorismo, por meio de questionamentos sobre os novos papéis sociais. Não me aprofundarei no tema "novo significado de família", pois isso merece um post a parte, e o foco deste texto é mostrar exemplos fofinhos de decoração para homens.


Projeto assinado pela F/Nazca Saatchi & Saatchi faz com que a garrafa de alumínio da cerveja Skol vire um galheteiro. Mais produtos aqui.


Fashioneira tem como lema #AdeusPanoCafona. Agora os panos de pratos não precisam mais ter temas florais, frutas e galinha d'angola que as mamães e vovós adoram!


Mafia Style!

Tapete "Bem Vindo".

Engenheiria Feeling.

Design Feeling.

Esse cabide é TUDO no guarda-roupa de um homem!

Referências:

--
Caroline: Designer gráfico de formação, especialista em superfícies têxteis por experiência  e pesquisadora de tendências de design, comportamento e gifs animados (e outras webtosqueiras) por opção. Consertou muitos padrões de estampa quando era estagiária, atende grandes clientes automotivos, mas ainda não comprou um carro. Quase foi para TI, mas escapou por pouco! Ufa!

Decoration for Men

A few weeks ago I was in a birthday party of a friend of mine, when I saw in the bathroom that a bottle of Smirnoff vodka turned into dispenser for liquid soap.


As I was embarrassed to take pictures of my friend's bathroom, I put this pic of Jack Daniel's to illustrate it!

It's been a while I began to notice that many men, especially below 35 years and regardless of sexuality, are caring increasingly demarcate their spaces indoors. It's known that "theoretically" because historical and cultural issues, the house has female environments (kitchen, laundry, bathroom, couple bedroom, living room) and male environments (single room, office, space for barbecue and a small space for videogame and tv  in the bookshelf). However we note the growth of the environments and decoration products geared to men. If the men of previous generations think home is the subject of women, those from yGen onwards participate in the choice of the color of the pans, material curtain of the room, layout of the dining room, brand washing machine, crafts and etc. This new attitude helps them to be more careful and participatory with the house as it is a way for them to speak "this is my home too!".

Example of man trying to mark his presence in the territory dominated by his mother/sister/friend/wife.

We are experiencing many changes that are gradually breaking barriers of conservatism, through questions about the new social roles. I won't delve into the theme "the new meaning of family"  because it deserves a new post, and the focus of this text is to show cuddly examples of decoration for men.

Project signed by F/Nazca Saatchi & Saatchi makes the aluminum bottle of the beer Skol (Ambev) turn into a cruet. More products here in portuguese.

The motto of Fashioneira is #GoodbyeTackyDishcloth. Now dishcloths no longer need to have themes about floral, fruits and D'angola chicken that moms and grandmas love!

Mafia Style!

"Welcome" carpet.

Engineering Feeling.

Design Feeling.

This hanger is EVERYTHING in the wardrobe of a man!


References (in portuguese):

--
I'm not intended to sell any product here, mainly because I'm not making any money with these posts. Just wanna share the good ideas I can find as a designer.

Caroline: Graphic designer, specialized in textile surfaces by experience, and researcher of design & behavior trends and animated gifs (and other LoL stuffs). She repaired many print patterns  as a trainee, works with automotive customers, but hasn't bought a car yet. Almost went to IT area, but narrowly escaped! WHEW!

História de boi, e para boi... dormir.


Era uma vez um boi que não tinha a cara preta. Admirava-se no espelho d’água sem perceber que a lagoa, com o passar do tempo, virou brejo. Assim foi o boi para o brejo. Lá se encontrou com a vaca atolada. Ela tinha pastado antes num mandiocal. Tanto faz a vaca, o boi, ou os dois juntos irem pro brejo. Se fosse um rebanho, só conseguiria atolar-se no Pantanal. Rebanho é coletivo: tem muitas patas de vaca e muitos pés de boi.

Salvaram-se graças à sabedoria popular: na travessia do rio pantaneiro, o boi de piranha é colocado à frente da boiada. Enquanto as carnívoras se deliciam com o banquete, atravessa o boiadeiro seu rebanho a salvo. Se o condutor fosse mineiro, daria o boi para não ter disputa com o peixe, e daria a boiada para não sair de disputa alguma.

A boiada era responsável pela destruição das matas, para ter onde pastar. A procura da carne estava em alta, era preferência internacional, exigia grandes espaços na terra e no ar.

 Concluiu-se depois de florestas e florestas mortas que a camada de ozônio também estava indo embora, por causa dos gases emitidos pelo gado. Só essa que faltava! O que não tinha solução, solucionado não estava. Agora era tratar de reflorestar e dizer pro boi da cara preta pegar o menino que tivesse medo de careta. A careta era a da fome.

Lá ia a vaca pro brejo de novo.

Se, aonde a vaca vai, o boi vai atrás, seria melhor cuidar para que não fossem extintos do planeta.

O que será que existe muito além daquele brejo? A garantia da sobrevivência das espécies todas?

Nem que seja copiando a velha idéia do Noé, era um caso a se pensar urgentemente.

Não é só boi sonso que arromba curral. Acuado, qualquer boi ou animal de outra espécie, tende a atacar. Já pensou um hambúrguer querendo atacar a humanidade? Não sendo isto literalmente possível, através do mau colesterol sim. É tratar de diminuir a ingestão de carne para sermos vegetarianos que nosso aparelho digestivo pede e agradece.

Voltando à salvação das espécies, sem planeta, de nada adiantaria. Na arca de Noé estariam todos juntos: os carneiros, os lobos, e os repolhos representando todo o reino vegetal. De timoneiros, um casal da espécie animal racional. Rumando todos para um universo em expansão. 

_ “Boi, boi, boi,
 boi da cara preta
 pega esse menino,
 que tem medo de careta”.

_ Dormiu?

--
Elisabeth Carvalho Santos desde alfabetizada lê tudo que aparece à sua volta. Depois de aposentada professora (não de Português) resolveu escrever. Colabora com o jornalzinho da família, participa de concurso cultural e coleciona seus textos para publicar oportunamente. Os assuntos brotam de suas observações, das conversas com amigos e são temperados com pitadas de imaginação e bom humor. Costuma afirmar que "escrever é um trabalho prazeroso e/ou um lazer trabalhoso que todo alfabetizado deveria experimentar algum dia".

Trends for Brazil, what's going on there?

Brazil, seeds of protest. NY Times video.

Customers around the world are asking about the protests in Brazil. "What's going on there? How this will affect the trends and consume behavior?" I totally understand what's going on there, I'm Brazilian. I live in the US, but I still pay lots of taxes there. Although I'm receiving nothing from the government, neither the poor people do. But I don't know... correction, nobody knows YET how it will affect the buying behavior there.

Right now nobody is guessing, even the best trend hunter. Everything can happen in the most joyful country below the Equator. However I did find a great text by Simon Romero, published on July 22nd in The New York Times that you can try to get a little bit what the hell is going on in the country of absurd.

Click and enjoy!

Prices Fuel Outrage in Brazil, Home of the $30 Cheese Pizza, The New York Times.


--

Isabela: Brazilian, designer, works with automotive fabrics in the US. She did Psychology College as well and had enjoyed a lot. She is living abroad for a while, maybe because this she likes trends, cultures and behaviors.

julho 27, 2013

Terceira Idade trabalhando, diferenças entre Brasil e Estados Unidos

© Caraman | Dreamstime Stock Photos


A dúvida de um tímido leitor sobre post sobre Terceira Idade e Emprego me fez pesquisar mais sobre o assunto. Veja a dúvida e a respectiva resposta.

"Aqui vai uma pergunta: Você acredita que os americanos, por exemplo tiveram que trabalhar o assunto (a contratação de idosos) com a liderança ou gestores nas empresas? Ou não tiveram essa dificuldade pela cultura?"

Minha resposta

A pergunta é muito boa e acredito que vai ajudar muitos colegas.


Eu vejo que a cultura contribui também, porque é comum ver pessoas idosas trabalhando com todo tipo de tarefas, de gerenciamento, vendedor, até motorista de ônibus. Não vejo acontecer aqui os comentários que ouvia no Brasil "em breve me mandam embora" ou ainda "depois dos 4o fica difícil mudar de emprego". Sempre me impressiona ver pessoas de cabelo totalmente branco em postos de trabalho que o brasileiro só aceita jovens iniciantes.


Um fato definitivo contra o ageísmo aconteceu nos Estados Unidos em 1967. O ato contra a discriminação por idade (Age Discrimination in Employment Act - ADEA) protegeu os trabalhadores com mais de 40 anos. O ADEA proibiu, por exemplo, limitar a idade num anúncio de contratação, também proibiu o empregador de reduzir os benefícios ou deixar de promover o trabalhador por esse motivo.


Em 1993, também eliminaram a aposentadoria mandatória para a maioria dos todos cargos do país. Significa a segurança de parar quando quiser, não porque o governo disse que depois de uma idade específica ele deve deixar o mercado.

Agora em relação à cultura, eu vejo que em geral o brasileiro valoriza a rapidez na execução das tarefas e nem sempre a qualidade dessa execução. Alguns gestores entendem quando um jovem erra por inexperiência, mas não conseguem esperar um dia para uma resposta, mesmo que ela seja melhor.

Novamente falando de atendimento ao público, não vejo por aqui pessoas bufando na fila de um caixa porque ele é mais velho. Aprendi também que eles sabem mais, são mais precisos e, eficientes. Trabalham com tanta tecnologia quanto os jovens e não fazem feio.


No brasil alguns não conseguem ver a beleza que existe na maturidade, pois preferem um rosto sem rugas no balcão de atendimento. Ainda existem aqueles que por causa da baixa auto-estima, sempre contratam funcionários que sabem menos, pois só assim conseguem evitar o sentimento de inferioridade frente a um funcionário mais experiente.


Todos esses fatores contribuem para esse preconceito, o ageísmo. A palavra foi adaptada do inglês ageism e significa o preconceito pela idade. Foi usada pela primeira vez por um médico em 1969.

Espero ter ajudado, Isabela


--
Isabela: designer, estudou psicologia clínica, especialista em tecidos automotivos, trabalha inclusive com análise de tendências de design e comportamento humano. Está morando fora do país, por isso tem coisas interessantes para compartilhar.

Teaching codes to children worldwide, Code Club

Code Club website

Do you have a smart kid at home? Does he or she likes games or computers? Is he or she 9-11 years old?

The Code Club is a non-profit organization which gives every child the chance to learn to code. The Club helps volunteers and schools find each other for creating projects for teaching computers codes at club sessions, as the say in the website.

The idea was introduced in UK, and now they do have a few in the US.

Code Clubs in the US, 9 cities.

You can start a movement in your city right now and help kids understand codes for stopping playing but building their own game. See the video below, it's cute and easy!



--
Isabela: Brazilian, designer, works with automotive fabrics in the US. She's studied Psychology College as well and had enjoyed a lot. She is living abroad for a while, maybe because this she likes trends, cultures and behaviors.

julho 26, 2013

Excesso de acidez no estômago causa úlcera e arte.

English here.
O estômago e sua úlcera, Karina Bergmans em Órgãos e Organismos.

Excesso de acidez no estômago causa úlcera e gastrite. Excesso de acidez na vida causa Atonicidade, Confusão, Isolamento e Debilidade. ACID é a sigla que permite super computadores fazerem transações sem erros. Transações são conversas super complexas nos tempos atuais.

A artista Karina Bergmans sabe que as maiores preocupações dos humanos são a comunicação e o próprio corpo. Ela se comunica através da arte mostrando seu desassossego com o ultrajado corpo humano. Ela descobriu um jeito de fazer tecidos ligando outros tecidos. O ligamento é a união desses órgãos. Um ligamento também é a base de um tecido.

Assunto lúcido que foi retratado pela artista com raridade e leveza. Um jeito lúdico de mostrar a agonia com os tempos que vivemos nesse planeta.

As obras estão na galeria Ottawa City Hall Art Gallery até 30 de julho.
Clique no vídeo abaixo para ver uma das etapas de criação de Karina.




Códigos QR para você ver os outros processos de Karina Bergman.
Ou clique em cada um desses Pâncreas, Pulmão, Neurônio e a maior palavra em inglês.


--
Isabela: designer, estudou psicologia clínica, especialista em tecidos automotivos, trabalha inclusive com análise de tendências de design e comportamento humano. Está morando fora do país, por isso tem coisas interessantes para compartilhar.

Stomach acids may cause ulcers and art.

Stomach Ulcer Time Lapse, Karina Bergmans.
In the past, researches determined that stomach acids could cause ulcers. ACID is also a set of properties that guarantee reliable process in transactions. A transaction needs Atomicity, Consistency, Isolation, and Durability. Nowadays we miss the same parameters in relationship.

Karina Bergmans knows our most basic concerns as human beings are communication and the body. Ligaments are connective tissue in the body, joining bone to bone to form a joint. The exhibition, Ligaments and Ligatures, connects textile organ sculptures with word association to common diseases. Textiles also use the ligaments to be fabrics.

The exhibition at the City Hall Art Gallery features several Q-R codes with links to blog posts and videos on the process of creating the sculptures. Click here to see more, or hold your smart phone up to the screen to view on your phone.

Exhibition at Ottawa City Hall Art Gallery, until July 30 2013: Ligaments and Ligatures.



Q-R codes Karina Bergman.
Or click in each one PancreasLungsNeuron and the bigest word in English.


--
Isabela: Brazilian, designer, works with automotive fabrics in the US. She did Psychology College as well and had enjoyed a lot. She is living abroad for a while, maybe because this she likes trends, cultures and behaviors.

julho 25, 2013

Fim de semana sem imposto nos States

English here.
Leia mais sobre o tax free weekend aqui.

Se você não mora nos Estados Unidos não deve saber que o primeiro final de semana de agosto é quando alguns americanos compram sem imposto. A ideia surgiu para ajudar monetariamente quem tem aquela filharada na escola, hum... quase isso... foi mesmo para incentivar as compras. Mas também ajuda o pessoal com crianças em idade escolar a comprarem mais barato para o início do ano (escolar) que começa agora. Isso mesmo, o ano escolar americano começa em agosto.

Interessante para quem planeja uma viagem nessa época. Consegue aproveitar as reduções de preço no material escolar (ou de escritório), roupas e até computadores. É claro que existem regras que você deve checar em cada estado, cidade ou loja. Mas, no geral são 13 regiões sem impostos (que variam de 6 a 8% !!só isso!! SIM)  neste período.

Dê uma olhada no gráfico abaixo para ter uma ideia se você vai pra um lugar que participa da promoção, em quais datas e quais os itens entram na lista. Venha preparado para trânsito, multidão e filas. Nada comparado ao Black Friday, ou a chuvosa véspera de Natal na grande São Paulo.

Estado ou capital
Itens
Quando?
Dias
Alabama
roupas, computadores, material escolar, livros
1o fim de semana de agosto
3
Arkansas
roupas, material escolar, livros
1o fim de semana de agosto
2
Connecticut
roupas
3o fim de semana de agosto
7
Distrito de Colúmbia
roupas, material escolar
Agosto e Novembro
9
Flórida
roupas, material escolar, livros
2a semana em agosto
3
Georgia
roupas, material escolar, computadores
1o fim de semana de agosto
4
Iowa
roupas
1o fim de semana de agosto
2
Massachusetts
material escolar, computadores, material esportivo, cosméticos
2o fim de semana de agosto
2
Maryland
roupas e calçados
14 a 20 de agosto
7
Missouri
roupas, material escolar, computadores
1o fim de semana de agosto
3
Novo México
roupas, material escolar, computadores
1o fim de semana de agosto
3
Carolina do Norte
roupas, material escolar, computadores, equipamentos esportivos
1o fim de semana de agosto
3
Oklahoma
roupas
1o fim de semana de agosto
3
Carolina do Sul
roupas, material escolar, computadores
1o fim de semana de agosto
3
Tennessee
roupas, material escolar, computadores
1o fim de semana de agosto
3
Texas
roupas, mochilas, material escolar
3o fim de semana de agosto
3
Virgínia
roupas, material escolar, eletrodomésticos ecológicos
maio, agosto e outubro
3

--
Isabela: designer, estudou psicologia clínica, especialista em tecidos automotivos, trabalha inclusive com análise de tendências de design e comportamento humano. Está morando fora do país, por isso tem coisas interessantes para compartilhar.