fevereiro 06, 2017

O que comer numa dieta restrita tipo AIP, Protocolo Autoimune ou Paleo

Vou colocar aqui umas imagens para ajudar e, ao mesmo tempo, responder uma pergunta recorrente... "Afinal, o que come uma pessoa que precisa seguir uma dieta dessas?"

A dieta em questão pode ser a AIP (Protocolo Autoimune), a Paleolítica (Paleo), uma dieta de baixos carboidratos (low carb) ou até mesmo uma dieta de restrição por questões de doença ou alergia. No caso é uma dieta customizada para as minhas necessidades que em outras palavras significa simplesmente evitar o que me faz mal e comer mais do que ajuda na recuperação de sintomas.

Então vamos lá...

Enquanto os colegas se esbaldavam com o pão de queijo recheado com lingüiça no Copacabana Palace... Eu esperei o prato principal, e único que eu comeria. Para compensar eles capricharam na apresentação e na sobremesa. (tomate não é AIP)

Por duas vezes as opções de ingredientes para fazer o meu prato eram tão mirradas que o cozinheiro colocou uma flor para eu comer. Será que ele ficou com pena?

No America só dava para pedir um prato, filé e legumes grelhados. (berinjela não é AIP)

Enquanto pessoas normais pedem a opção de cima, macarrão enfeitado, bolo de chocolate com creme e sorvete. Você pede a opção saudável, ou o mais próximo possível, porque nessa altura um quindim açucarado não vai fazer tanto mal assim.

Em casa as opção não são tão floridas, nem tão arrumadas, mas mantém o padrão de qualidade e de segurança.

À esquerda, maçã verde, couve de bruxelas, abacate, salada verde e cenoura - opção vegan. À direita, fígado de frango, tomate, salada verde e batata. (tomate de novo, não é AIP)

À esquerda, tomate, salmão, abobrinha amarela (squash) e salada de espinafre. No meio, cenoura, couve-flor, bacalhau, brócolis e aspargos. À esquerda, salada verde, ovo mexido e couve-flor grelada.

À esquerda, batata roxa (nunca vi no Brasil, mas também não é AIP), almôdega de carne com shiitake e azeitona, abobrinha italiana e salada de rúcula. No meio, tomate, salada verde, escalopes, abobrinha e couve de bruxelas. À direita, arroz (não é AIP), batata doce, almôndega, couve de bruxelas, salada de rúcula, couve de bruxelas e maçã verde.

Em Nova Iorque, enquanto o pessoal comia coisas italianas (macarrão com mexilhões) eu esnobava na salada Cobb desconstruída. (pepino não é AIP) A parte boa foi a sorveteria que tinha opções sem leite e sem glúten. Aí sim!

Em outra viagem, enquanto o pessoal namorava as opções da esquerda, eu estava  feliz da vida com o meu lanchinho colorido.

Vale voltar no America para comer o mesmo de ontem? Vale sim, produção!

Frutas! Elas serão eternas companheiras, no trabalho, em casa, nas viagens.





Peraí, o que esse biscoito está fazendo do lado do coco? Alarme falso, era da amiga e estava ali só compondo a foto.
Você pode trocar o café da manhã francês pelo americano. Siga o lema "na América faça como os ____________". (complete a frase, mas lembre-se que nem todo o bacon no EUA é AIP)

Carnes, ou melhor, aquele momento que você não pode se dar ao luxo de deixar de comer o animalzinho. Filé com mandioca e saladinha de enfeite embaixo à esquerda. Filé esturricado com fritas e vagem à direita.


Carne com legumes de todos os tipos. Em sentido horário, filé com brócolis, cenoura e couve-flor; filé com cogumelo e umas lascas de cenoura que eu cheguei a perguntar se não ia fazer falta; filé com vagem, cenoura e brócolis; frango grelhado com abobrinha, brócolis e cenoura; palmito batatinha e uma carne que eu não consego mais identificar; finalmente o salmão com vagem, squash que é abobrinha amarela americana, pimentão, abobrinha e cebola roxa.

Salada mista funciona, às vezes nem tanto. Afinal, o que faz esse pão intrometido aí na foto? Pois é, o cozinheiro precisa fazer tudo de novo, pois eu pedi sem pão. Alface americana, cranberry, nozes, maçã verde e outras folhas verdes; à direita temos blueberries, mais folhas sendo que algumas são roxas, maçã verde e vermelha, uva passa e nozes.


Salada com uma opção de grelhado e ainda bem que camarão não é problema! Em sentido horário começando de cima, folhas, tomate e camarão; truta com crosta de ervas finas, folhas, aspargo, alcachofra e morango; camarão, folhas, tomatinho minguado, broto de cogumelo; salada de rúcula com camarão grelhado e a salada de rúcula só tem isso mesmo; camarão, abacate, tomate e salada de folhas verdes com alface americana; camarão, folhas, tomate e cenoura, mas o molho a gente não come, viu?

Captou a mensagem? De vez em quando vale substituir a farinha de trigo por outra farinha, mas falando de adulto para adulto consciente, o conceito não é esse. A ideia básica é restaurar e recuperar o corpo de um problema, de uma doença ou alergia. Neste caso, um monte de farinha de milho transgênico com açúcar não trará muita alegria para o seu organismo e sendo assim, não sei para você. Eu sei que para mim não adianta.

Então deixe seu comentário com receitas e resultados abaixo. Vamos trocar figurinhas.


Outros posts que você vai gostar.

Suas alergias alimentares estão te engordando! parte 1



2 comentários:

Leave your comments here.