abril 12, 2015

4 mitos da história americana, o racismo, a esquerda e a direita.

Dicas do Sul dos Estados Unidos



12. Estudando a história americana (leia os outros tópicos aqui)

A dica de hoje não é bem uma dica, mas uma correção de rota sobre o que eu sabia, ou achava que sabia do racismo e da dicotomia política americana. Lendo alguns textos notei que havia algo errado no que falavam dos eventos históricos do país. Foi quando tive o grande insight a respeito do limite do meu saber, ou seja, eu estava errada mesmo. Também senti a amplitude das informações truncadas, aquelas que a gente ouve por ai e não verifica. Então vamos às 4 verdades e mentiras sobre o racismo a esquerda e a direita nos Estados Unidos.


1. Republicanos (direita) são racistas.

AFIRMATIVA MUITO QUESTIONÁVEL

O partido republicano (da direita) foi fundado por ativistas contrários à escravidão e venceu as eleições defendendo a libertação dos escravos. Na época, o presidente Andrew Jackson, democrata (da esquerda), dono de uma enorme fazenda no sul que tinha mais de 100 escravos era contra a abolição. - Como assim? - pergunta você. Sim e digo mais... - Em 1964, mais de 80% dos republicanos (direita) votaram à favor da revolucionária Lei dos Direitos Civis. Somente 60% dos democratas (esquerda) votaram a favor desta lei que permitia, por exemplo, que os negros frequetassem as mesmas escolas que os brancos. Além disso, a Lei dos Direitos Civis ainda era contrária à lei Jim Crow, de autoria de um esquerdista, também do sul, que proibia negros e brancos de se hospedarem nos mesmos hotéis.

Sem a Lei dos Direitos Civis o Chris não estaria nesta escola.


2. A esquerda acabou com a escravidão.

MENTIRA

Quem fez a abolição da escravatura foi Abraham Lincoln, um conservador da Carolina do Norte, hoje seria chamado de coxinha di direita. - Não acredito. - pensou você. SIM, é verdade! - respondo eu. - Está nos livros que contam a história dele e no filme. Detalhe, em 1863 um democrata (esquerda) radical atirou e matou Lincoln.

"Eu ordeno e declaro que todas as pessoas detidas como ESCRAVAS no interior do referido Estado (EUA), SÃO e daqui em diante devem ser LIVRES. Presidente Lincoln, 22 de setembro de 1862. 


3. A KKK era uma instituição de brancos que matavam negros.

HUM, NÃO ERA BEM ASSIM

A Ku Klux Klan era uma milícia armada da esquerda - sim, eu copiei certo - com objetivo de coibir a expansão dos republicanos (direita) no sul do país. Leia-se, matar os integrantes da direita - SIM, isso mesmoque em sua maioria eram negros, mas eles matavam brancos de direita que eram minoria no sul. - Como assim? Agora confundiu tudo. - diz você. Pois é... - digo eu. - O assunto por si só é fonte de muita vergonha para os americanos, por isso pouco se ouve sobre ele o que também dificulta divulgar a história certa.

DESAPARECIDOS. Se encontrar esses homens ligue para o FBI.

4. Martin Luther King era republicano, de direita.

VERDADE

Martin Luther King era outro sulista que lutou pelos direitos civis que garantiam a não segregação dos negros. Ele frequentava a Igreja Batista e dizia que mesmo depois da abolição da escravidão os negros não eram totalmente livres na sua pátria, os Estados Unidos. Ele tinha um sonho, "o sonho de que um dia as crianças americanas não seriam julgadas pela cor da pele, mas pelo conteúdo do seu caráter". Martin foi assassinado por um racista democrata (esquerda).

Mas por que tudo que ouvi estava errado? Porque, como diz Andrew Klavan aqui, você ouviu isso de um esquerda e (pausa enfática) a esquerda mente.

Um filme que vai valer a pena assistir: Hillary's America

Quer ver mais coisas do sul dos Estados Unidos? Veja outra tradições sulistas.


O que você precisa saber para economizar nas compras nos Estados Unidos.


House of Cards, ou seria House of Peaches?


Modernidades americanas e porque elas não funcionam no Brasil

10 comentários:

  1. Parabéns!!! Ótimo texto, Isabela. Esclarecedor. A verdade mais notória: a esquerda mente. E como mente!
    Abraços,
    Marília

    ResponderExcluir
  2. Estou fazendo uma pesquisa sobre Martin Luther King e está difícil achar uma fonte que não seja de esquerda, você poderia me dar uma indicação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, é difícil mesmo, basicamente porque o partido Republicano não existia quando ele era vivo. Mas ele era pró-vida e a favor da família que são valores fundamentais dos Republicanos. Outro exemplo, a Lei Jim Crow (proposta pelo Democrata com esse nome) era a que determinava a separação racial nos estados do Sul. Martin se opunha obviamente a essa lei. Se não tivesse sido assassinado dificilmente estaria no partido que apoiava essa lei, mas isso é especulação, porque ele morreu antes. Pela lógica ele era contra a lei Jim Crow então isso pode ser o começo de um argumento. Aqui tem algumas ações políticas de Republicanos e Democratas. https://kuuleme69.wordpress.com/tag/jim-crow-laws/

      Excluir
  3. Todos os blogs brasileiros são de tendência marxista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existem alguma alternativas:
      http://tradutoresdedireita.org/a-agonia-do-violinista-as-razoes-pelas-quais-o-meu-corpo-minhas-regras-e-um-argumento-falho/
      http://sensoincomum.org/

      Excluir
  4. http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1532

    ResponderExcluir

Leave your comments here.